quinta-feira, 15 de maio de 2014

É Difícil recalcitrar contra os aguilhões

É Difícil entender os princípios do Reino de Deus com uma mentalidade democrática.

Meu intento é ensinar sobre autoridade em meio a um mundo no qual diariamente a iniquidade cresce.
Em várias maneiras fomos programados para pensar de forma diferente das verdades fundamentais que estamos a ponto de encontrar.Mesmo assim,esta é a tática de Satanás,o inimigo da nossa alma-ele procura fazer,daquilo que nos prendia,algo desejoso,e até mesmo,fazer com que pareça escravidão aquilo que nos liberta.
Foi assim que tudo começou.Lembre-se doJardim do ;seu método funcionou tão bem,que ele não mudou desde então.É por isso que fomosadvertidos tão fortemente,"Não vos enganeis,meus amados irmãos(Tg 1:16),e "Não vos confromeis com este século,mas transformais-vos pela renovação do vosso entendimento,para que possais experimentar qual seja a boa,agradável e perfeita vontade de Deus (Rom 12:2).
É difícil entender os princípios do Reino com umamentalidade democrática.Democracia é excelente para as nações do mundo,mas precisamos lembrar que o Reino de Deus é exatamente isso - um Reino.É governado por um Rei,e existe hierarquia,ordem e autoridade.As leis do Reino de Deus não são suplantadas,nem sujeitas a opinião pública,votação ou eleição.As leis não são influenciadas pelo que acreditamos ser bom para nós,assim como Eva foi enganada a pensar.
Se tentarmos viver como cristãos construindo uma mentalidade cultural com relação á autoridade,no mínimo seremos infrutíferos e no máximo,estaremos posicionados parao perigo.Nossa provisão,tanto quanto nossa proteção podem ser bloqueadas ou até mesmo retiradas,ao sermos desconectados da fonte da verdadeira Vida.
Frequentemente quando não concordamos com a verdade,nós podemos desafiá-la através de reclamações ou protestos.Além do mais,o governo deve ser "do povo,pelo povo,para o povo",não é verdade ?
Essa e outras mentalidades democráticas têm se infiltrado no cristianismo e guiados muitos pelo caminho enganoso da auto-suficiência.Ao continuarem nesse caminho,eles vão,além de desafiarem autoridades,até ao ponto de resisti-la.
Existem também aqueles que desenvolveram um grau maior de rebelião a autoridade que é demonstrado ao ignorar sua existência.
Assim eles revelam uma completa perda do temor de Deus.
Nenhuma dessas atitudes trará a verdadeira liberdade que buscamos.Por isso a Bíblia diz: "Se o ouvirem,acabarão seus dias em felicidade , e os sues anos em delícias.Porém se não O ouvirem,á espada serão passadas , e expirarão sem conhecimento 
( Jó 36: 11-12)
O não ouvirem não é ninguém menos do que Deus.observe a promessa: provissão de proteção em troca de nossa submissão á Sua autoridade.Observe também o perigo que acompanha o fato de ignorarmos o Seu governo. A liberdade que buscamos é perdida por causa da nossa insubordinação quando resistimos á autoridade.
Alguns podem dizer,"Eu sou submisso á Deus,mas não aos homens,se eu não concordar com eles". É nesse ponto que a nossa criação e o nosso pensamento incorreto na igreja podem nos embaraçar.Não podemos separar nossa submissão á autoridade estabelecida por Deus da submissão á sua autoridade delegada.Toda autoridade é originada Nele!Leia as escrituras e a admoestação.
"Toda pessoa esteja sujeita ás autoridades superiores;pois não há autoridade que não venha de Deus;e as autoridades que existem foram instituídas por Deus.Por isso quem resiste á autoridade resiste á ordenança de Deus,e os que resistem trarão sobre si mesmo a condenação ( Rm 13:1-2)